Histórico


     

banner

rs2fbttyt


his qs  estr eq cr evpodazul dcfc     


O Complexo Cultural foi inaugurado em 30 de março de 2010 pela Governadora Wilma Maria de Farias e pelo Reitor da UERN Milton Marques de Medeiros. A estrutura física foi construída no local onde funcionou a Penitenciária Central Doutor João Chaves.

Em 1968, quando o Conjunto Potengi não passava do esboço do que é hoje, as primeiras casas da região foram ocupadas pelos militares que cuidavam da segurança do presídio. No período ditatorial a penitenciária recebeu presos políticos, mas com a escalada da violência, as rebeliões, os presos de alta periculosidade e os crimes brutais contra detentos o presídio passa a ser conhecido popularmente como o Caldeirão do Diabo.

A partir de 2003 o Ministério Público do Estado envidou esforços em documentar com laudos o comprometimento da estrutura física do presídio e com isso quatro décadas de triste história da João Chaves inicia seu capítulo final. O último detento do sistema fechado deixou a penitenciária em março de 2006.

No dia 23 do mesmo mês as paredes do velho Caldeirão foram demolidas e em seu lugar surgia o projeto de um novo tempo, que chegou a ser batizado popularmente de Caldeirão da Cultura, mas se concretizou na prática com vários nomes oficiais que se sucederam: Complexo Cultural de Todos, Complexo Cultural da Zona Norte e Complexo Cultural de Natal.

Desde sua inauguração o Complexo Cultural de Natal (CCN) ficou sob a gestão da UERN, que além de desenvolver a proposta cultural intrínseca à unidade, também abrigou no local o Núcleo de Prática Jurídica do Campus de Natal e, a partir de 2011, instalou o Curso de Graduação de Ciências da Religião. A UERN realizou ainda parcerias e convênios que possibilitaram a oferta de serviços e atendimentos à comunidade por meio do Hemonorte e da Defensoria Pública do Estado, entre outros.

No final de 2013, com a gestão do Reitor Pedro Fernandes Ribeiro Neto e do Pró-Reitor de Extensão Etevaldo Almeida Silva se estreitaram as relações entre o Complexo Cultural e a PROEX, a partir da compreensão de afinidade do perfil de atuação da Pró-Reitoria e das ações que o Complexo Cultural realizava. Com isso, o Complexo Cultural passa a ser tratado como estrutura vinculada à PROEX, o que é definitivamente consolidado com a Resolução 026/2014 – CONSUNI/UERN. Com a regulamentação interna o Complexo Cultural de Natal passou a se chamar Complexo Cultural da UERN (CCUERN), constituindo uma Diretoria Administrativa da PROEX.

Em sintonia com uma política de austeridade da gestão pública e objetivando enxugar gastos com a manutenção da Universidade, em março de 2015, a estrutura do Campus de Natal foi acolhida provisoriamente nas instalações do CCUERN e deverá permanecer até a conclusão das obras da sede própria. A ocupação das instalações prezou pelo planejamento de forma que preservou espaços e ações do CCUERN e não houve prejuízo ou qualquer tipo de comprometimento da oferta de atividades do CCUERN.

Desde o início de suas atividades o CCUERN já ofertou mais de 10.000 vagas em atividades, oficinas e cursos beneficiando diretamente público da comunidade. Em sua política de eventos, parcerias e cessões de uso o CCUERN proporcionou o acesso de milhares de pessoas a serviços públicos, ações de cidadania, justiça, lazer, cultura, entretenimento e saúde, além de formação, acesso à educação e aperfeiçoamento profissional.


Atualizado por: Priscila Nogueira Kruger em 21/03/2017 (Setor para Contato: PROEX - Complexo Cultural da UERN )

Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
Campus Universitário Central, Rua Professor Antônio Campos, s/n, BR 110, km 48, Bairro Costa e Silva - Mossoró/RN | 59600-000 | proex@uern.br | (84)3315-2183
© 2012 Agência de Comunicação da UERN - AGECOM | agecom@uern.br | 84 3315-2144 / 3315-2115 | Sistema de Controle de Páginas

^